Follow by Email

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Como prevenir a falta de pontaria


Por ter visto um post recente do Kim - autor do Blogue "Às vezes, Fim de Semana" - aproveitei para colocar esta imagem de um anúncio bem à portuguesa que acho valer a pena partilhar.
As "regras de utilização da pia" estão na casa de banho de um café na Aldeia do Candal, Serra da Lousã.

8 comentários:

Maria disse...

Meu Corvo
Anúncio como este, nunca vi! Vi vários em casas de banho, Que me abstenho de dizer, porque sou uma senhora. Este é, Hilariante. Adorei.
Será que os homens o seguem? Duvido.
O "Cão como nós" parece melhor do estômago, mas é melhor não "deitar foguetes antes da festa".
Beijinhos
Mãe

jose garrido disse...

LOL, sem comentários!
Mas tu costumas contar-me uma também engraçada desse calibre!
Uma tal de que as beatas depois custam muito a acender. :)

Corvo disse...

Mãe,

Já tenho visto outros que recuso-me a contar neste espaço, com coisas pouco próprias... mas também já tenho encontrado outros anúncios, mesmo sem ser em casas de banho.
Quando me lembrar, coloco mais.

Beijinhos,

vasco

Corvo disse...

Sim, José.
Qualquer coisa como:

"Por favor, não deite beatas no urinol. Ficam húmidas e é difícil voltar a acendê-las".

Kim disse...

Oi Vasco!
Muitas mais haveria e estes "anúncios" são um manancial hilariante.
Alguns até têm piada mas a ortografia é que deixa muito a desejar.
Abraço para ti

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Vascorvo

Gente fina é outra coisa e homem prevenido vale por dois, cada um ca sua, tá claro.

Olha, na Travessa publiquei umas coisas sobre o Reino Maravilhoso nas palavras de Miguel Torga. Resultado das voltas que a Raquel e eu demos pelo nordeste transmontano. E não podia faltar a gastronomia. Abordei, sem rebuço, um lombo de javali e constato que nunca comi nada igual em manjares do sublime animal. Acompanhado de batatas a murro, feijão verde salteado e, castanhas fritas, uma delícia. Prato limpo à força de pão.

Um destes dias, se sobreviver, hei-de falar de mais manjares, das postas, das alheiras - e doutros locais de enfartar. Ponto final – por agora. E nada de excessos; gula é pecado…

Abç

Corvo disse...

Realmente é verdade, Kim; normalmente êstes anuncius pécão pêlus errus horto-gráficos.

Abraço,

Vasco

Corvo disse...

Amigo Antunes Ferreira,

Alguém me perguntou se tinha seguido as instruções, ao que eu respondi que não. Lá fiz pontaria e acertei no alvo.

Mas sobre as terras transmontanas, também por lá estive há pouco mais de dois meses (por caminhos pisados pelo Dr. Adolfo Correia da Rocha) e sei alguma coisa das gastronomias. Lá, come-se bem.

Abraço.

Vascorvo.