Follow by Email

quinta-feira, 3 de março de 2011

"Censibilizar" para os Censos


Segundo site do Instituto Nacional de Estatística (INE), os primeiros censos em território agora português (antiga Lusitânia) realizaram-se no ano zero por ordem do imperador César Augusto. Após essa data há notícia de se terem feito alguns censos entre tempos muito espaçados, de 1260 a 1851.
Em 1853 o Congresso Internacional de Estatística de Bruxelas abriu uma nova época dos recenseamentos. Segundo este, os recenseamentos deveriam ser efectuados de dez em dez anos.
O primeiro Recenseamento Geral da População Portuguesa teve lugar em 1864;
Não respeitando os dez anos, o segundo foi feito em 1878;
À semelhança do segundo, o terceiro também só foi feito a 1890;
O quarto recenseamento foi feito 11 anos depois, com a "desculpa" da implantação da República;
Mas tem sido cumprido o prazo imposto por Bruxelas e neste ano não fugimos à regra, já que o último teve lugar em 2001.

Neste ano há uma novidade; é que os censos podem ser enviados via internet. Mas, mesmo assim, recenseadores irão a todas as residências deixar os questionários. Caso as pessoas não se encontrem em casa, deixarão na caixa de correio. Mas, em tempo de tantas desconfianças (e com razão), é natural que algumas pessoas tenham receio em falar ou entregar respostas a inquéritos, mas os recenseadores estarão devidamente identificados.

Esta operação estatística é de grande importância para o país, pois, para além de só se realizar de dez em dez anos, é a mais abrangente de todas. É com esta que se planeiam as políticas e as infra-estruturas, tanto a nível local como regional.

Para além disso, é obrigatório por Lei.


Decorrerão entre 7 de Março e 24 de Abril.

É até uma boa oportunidade para quem está neste momento desempregado: O INE tem estado a recrutar recenseadores para o efeito.

2 comentários:

Maria disse...

Meu Corvo
Será que conseguem contar todos?
Parabéns por tanta sabedoria.
Beijinho
Mãe

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Corvamigo

Ou será Vascamigo? Ou será Censoramigo, salvo seja?

Palavra de honra que estou boquiaberto: sabes à bessa de censos. Enciclopedicamente. Ou Wikipedicamente? Uma vez mais estou de acordo ca tua mamã...

Aqui a casa ainda não chegaram, mas estão ferpeitamente a tempo. Amanhã, ké dia do Pai, se calhar não vêm. E na segunda, se vierem, que venham pela sombra e de óculos escuros ca chuva é muita...

Abç

PS (muito em baixo) ... e já nem falo naquela Travessa virada pró rio...