Follow by Email

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Gandhi

Foi com muita honra que recebi este novo hóspede na minha humilde casa. É muito pequeno ainda, mas com uns olhos vivos, com aspecto esperto. Já se está a adaptar ao novo meio.
Trata-se de um Porquinho da Índia que, com paciência, vou tentar domesticá-lo, deixando diáriamente dar uns passeios pelos corredores, mas sob vigilância e de preferência, sem tapetes. A esfregona virá a seguir ao regresso à sua casita, feita de lego, dentro da gaiola.

Sem querer ofender, mas até como forma de recordar mais um sábio já falecido em 1948, dei-lhe o nome de Gandhi. Acho que ele já dá pelo nome.

Corvo.

2 comentários:

Maria disse...

Filho:
Foste arranjar um bichinho de que eu não gosto muito, como sabes. Lá terei que o ver, mas não mo ponhas perto.
Espero que ele se porte bem. Não te esqueças de lhe dar de comer. O grande Gandhi, tinha a mania de deixar de comer. Este não aguentava, coitadinho.
E também não o deixes apanhar frio.
Beijinhhos
Mãe

Vasco disse...

Parece que te enganaste. É que, não só gostaste dele, como ele gostou de ti.

Já tem um amigo, a quem tu apelidaste de Mandela, embora ainda o não conheças.

Mas tens razão que não aguentava muito tempo sem comer, já que pouco mais faz do que isso.

Todos os dias os solto, para que não estejam sempre presos.

Beijos dos três.