Follow by Email

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Electrodomésticos para a vida inteira


Um conceito que acabou. Hoje compram-se electrodomésticos com maior facilidade que há mais de vinte anos atrás, mas – regra geral – pouco duram, e quando se avariam, a maior parte das vezes não têm conserto.
Recuando no tempo para os anos 60 (princípio), anos 50, 40, etc., os electrodomésticos eram pouco acessíveis, mas duravam para toda a vida.

Desde o móvel de rádio dos meus avós (com mais de 50 anos), passando por um televisor com, pelo menos, 49, uma telefonia dos anos 30, um robot de cozinha de 1963, um aquecedor de resistência dos anos 50 ou 60, tudo funciona. A juntar-se a estes electrodomésticos para toda a vida, veio para os meus domínios um aspirador Electrolux ZA55, cuja patente é de 1949. De referir que este último veio substituir um com menos de dois anos, e que já não aspira nada. O antigo até levanta as carpetes do chão! (Ver foto)

Entrar na minha “barraca”, é entrar num museu, só que com as peças todas em funcionamento. Vivam as coisas velhas!!!!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Cervejaria da Trindade


Situa-se no local do antigo Convento da Santíssima Trindade, fundado por Frei Martim Anes, Frei Estêvão de Santarém e Frei João Franco, em 1294, inaugurado pela Rainha Santa Isabel, em1325, destruído parcialmente por um incêndio em 1708 e quási totalmente em 1755 (diz-se que daí nasceu a expressão “caíu o Carmo e a Trindade”). Mais tarde, em 1766, pouco tempo depois da recontrução, outro incêndio encarregou-se de voltar a destruír parte do edifício. Em 1834 dá-se a extinção das Ordem Religiosas e, mais uma vez, o Convento é alvo de destruição. No fim desse mesmo ano Manuel Moreira Garcia cria nesse local uma fábrica de cerveja. Passados dois anos o industrial aluga dois lotes de terreno e as ruínas que nele se encontravam. Aí construíu o edifício onde passou a funcionar a fábrica de cerveja, aproveitando as paredes e os azulejos dos restos das construções antigas. Em 1840 é aberto um balcão de venda directa de cerveja ao público.

É um dos mais antigos e conhecidos restaurantes de Lisboa, famoso pela cerveja e pelo Bife à Trindade.

Sem dúvida, um local digno de ser visitado.

sábado, 21 de novembro de 2009

Restaurante da Trindade


Chama-se Restaurante da Trindade e situa-se na Rua Nova da Trindade, nº 10, mesmo em frente ao Teatro da Trindade. Não sei quantos anos tem, mas já tem várias décadas.

Esteve fechado durante alguns meses, mas foi só até ficar com nova gerência.
Assim, reabriu em 2 de Outubro de 2009, e faz sucesso.

Mantiveram os seus lindos azulejos nas paredes e chão, as suas portas antigas, alguns objectos antigos e ainda o pequeno elevador de cargas a manivela (não funciona a electricidade), que serve para transportar pratos e outras coisas entre o rés-do-chão e o 1º piso.

Quanto a inovações, verifica-se o modo de pôr a mesa, os talheres e os pratos modernos, as luzes da última moda, etc..

No andar superior encontra-se a sala de fumadores, onde é possível encontrar e ler um livro, ouvir um disco (de vinil). Enfim, além de restaurante, é também um espaço de lazer.

Quanto à ementa, é muito variável, mas com pratos muito bem confeccionados e alguns muito antigos, feitos “à antiga”.

Relativamente aos preços, continua a ser bem acessível.


Deixo aqui o endereço de acesso ao blogue do Restaurante da Trindade:

http://restaurantedatrindade.blogspot.com

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

CONCURSO


Estimados amigos e amigas,

Na sequência desta espécie de corrente lançada pelo nosso amigo Henrique Antunes Ferreira, vou fazê-la passar pelo Blogue do Corvo, e propôr a mais os cinco "bloguers" que façam continuar a corrente.

Para dar mais informações, a dita cuja, teve início em A Minha Travessa do Ferreira, e, pelo menos, seguiu para o Alcatruzes da Roda.
Passa agora pelo Corvo, e depois já lanço os desafios.


EU JÁ......passei por muitas e diversas experiências - boas e más - apesar destes meus 30 anos de vida;

EU NUNCA......atraiçoei um amigo, ou lhe voltei as costas.

EU SEI........que já aprendi algo sobre como viver, e vou aprender sempre até ao fim; quando tiver o canudo, saio desta Universidade, e a sabedoria não serve para nada.

EU QUERO..... que haja mais união e humanidade entre as pessoas.

EU SONHO..... que um dia os povos dar-se-ão todos bem e que a palavra guerra seja apenas um arcaísmo.


Portanto, não deixem quebrar a corrente.
Lanço, então, o desafio aos seguintes bloguistas:

Pessoal da Porcalhota: http://sfraa.blogspot.com/

Às Vezes - Fim de Semana: http://jomalori.blogspot.com/

Olhar Direito - http://olhardireito.blogspot.com/

Je Vois la vie en vert - http://jevoislavieenvert2.blogspot.com/

Pico Minha Ilha - http://minha-ilha-meu-berco.blogspot.com/2009/11/aprende.html


Feitos os desafios, desejo que se divirtam.