Follow by Email

terça-feira, 28 de abril de 2009

Metropolitano de Lisboa


Não tenho dúvida alguma que o meio de transporte mais prático em Lisboa é o Metro. É mais rápido e é cómodo. É o meio de transporte que mais uso em Lisboa. Talvez por isso, aqui há dias, assisti a algo curioso: ia muito bem na viagem do costume, quando, numa estação em que o combóio parou, um ruído me chamou a atenção. Era um ruído forte que me trouxe nostalgia. Olhei pela janela e vi um saudoso combóio branco e vermelho. Fiquei fascinado ao ver aquela máquina a andar e ao mesmo tempo espantado por estas composições ainda circularem, embora – pelos vistos – raramente. Estes modelos são do início do Metropolitano de Lisboa.

O Tempo que passa


Cada vez mais penso que o tempo é uma coisa muito relativa. Por exemplo, vinte anos, tanto pode parecer ser tão recente, como uma eternidade!
Nasci nos anos 70. Conheço pessoas que nasceram antes de 1910... não é curioso? - Gerações recentes e gerações mais antigas partilham experiências e histórias... tempos diferentes, mas tão próximos!

Comprei hoje este relógio, numa feira de antiguidades. A quem teria pertencido? Quanta História aconteceu, enquanto ele contava cada segundo? Segundo me parece, terá começado a contar os primeiros segundos entre 1880 e 1890. Agora, em 2009, está a contar segundos e a marcar minutos e horas na minha casa, a mim que nasci em 1979. Quem sabe, daqui a 100 anos estará a fazer o mesmo serviço, sabe-se lá onde e a quem...

sábado, 18 de abril de 2009

Grupo Amigos de Lisboa


Faz hoje precisamente 73 anos que se realizou a primeira Assembleia Geral do Grupo Amigos de Lisboa, em que se definiram os estatutos e se elegeu a primeira Junta Directiva. Essa Assembleia reuniu uma comissão organizadora, da qual faziam parte: Norberto de Araújo, Gustavo de Matos Sequeira, Luiz Pastor de Macedo, Rocha Martins, Augusto Vieira da Silva, Pinto de Carvalho (Tinop), Leitão de Barros, entre outros homens notáveis.
Os propósitos do Grupo Amigos de Lisboa são, entre outros, defender os interesses da Capital, estudar e conhecer a sua História, dar o seu parecer a Instituições que se ocupam da administração e do progresso de Lisboa, etc..
Os seus sócios têm o privilégio de poder visitar locais interessantes onde, por regra, não se fazem visitas, museus, igrejas e outros monumentos, e ainda assistir a colóquios, palestras e conferências, sempre de assuntos relacionados com Lisboa.

A imagem acima é o logotipo do Grupo Amigos de Lisboa, que foi desenhado por Almada Negreiros - um dos seus fundadores.

Aproveito para referir que adicionei a este blogue a ligação ao site do Grupo, onde se podem consultar as actividades, condições de adesão ao Grupo, História, etc..

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Dia da Mentira

Sei que já vou um pouco atrasado, mas ontem ainda não sabia desta história (verídica), para vos contar.
Deixem-me opinar que esta tradição é das mais estúpidas que já se têm inventado, senão, leiam isto:

Ontem, 1 de Abril, o autocarro seguia o seu rumo, recheado de passageiros cansados de um dia de trabalho, numa artéria da Capital. De repente, um taxi coloca-se ao lado deste, junto ao motorista, e o taxista grita:

- Sr. Motorista! O autocarro está a arder lá atrás!

Motorista - Brincalhão do taxista... hoje é dia da mentira... queria que eu caísse na dele!

Por ironia desta tradição, o motor do autocarro tinha mesmo pegado fogo, mas o motorista só acreditou quando ouviu as pessoas do banco de trás a gritar...

Viva o dia da mentira! Que bela tradição! Bravo!!!